Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de 2007

Isto dos signos..

Sou capricorniana. Não é que faça disso um lema de vida, mas o que é certo é que muito do que se diz acerca do signo é verdade.
E olha, dou comigo a ser teimosa que nem um pau, orgulhosa, organizada e mais uma quantidade de qualidades e defeitos que só me ficam bem. E também sou estúpida que nem uma porta para dar dinheiro aos astrólogos que editam livros com previsões pró ano todo.. semana a semana, dia-a-dia, com a precisão de uma bota da tropa. Enfim.

Em contagem decrescente..

... até ao fim do ano.
Espero que o natal tenha sido bom. O nosso cá foi.. conformista que ando, só posso dizer que muito bom já ele foi, tendo em conta as circunstâncias.
Ontem foi dia de aniversário.. o meu. 1 ano mais velha.. embora já nem ligue muito, o dia acabou por ser divertido porque os meus ricos amigos resolveram fazer-me uma festa surpresa. Nunca tinha tido nenhuma e confesso que adorei. Todos deviam ter uma festa surpresa, pelo menos 1 vez na vida. É bom saber que existem amigos que se lembram de nós e pensam em nós e no nosso dia. A eles, OBRIGADO! :)
E a faltarem apenas 4 dias para o final do ano, entramos em contagem decrescente e a mim só me apetece que o ano acabe depressa (foi um dos piores da minha vida.. xôoo 2007!) e ao mesmo tempo só queria que o tempo parasse pois assim que comece o ano acabam-se as férias! :( pfff..

Feliz Natal!

Christmas in Brussels.. :)

Cheguei..

..e embora continue de férias, só me apetecia partir já pra outro lugar! Mais quentinho, de preferência, mas tão lindo como a Bélgica! :)

Eu nem acredito..

..que amanhã é o meu último dia antes das férias. Eu nem acredito! Têm-me custado tanto estes últimos dias que acho que já nem sinto nada.. o meu consolo chama-se Ryanair e Bruxelas daqui a 2 dias!

more like this..

Porque há amigos, daqueles...

Porque é que isto é um vicio?

Dentro de 15 dias..

estou na cidade mais europeia de todas.. Brussels (ou Bruxelas, como preferirem!)

Dias assim..

.. e eu assim..

Berloques & Notas

O meu desejo de escrevinhar vem desde cedo. Desde pequena que escrevo tudo o que me vai na alma. Sejam verdadeiros testamentos, às pequenas frases soltas. Escevro, escrevo, escrevo, não porque me ache pseudo-intelectual, mas porque me liberta. Faz com que os monstros que se escondem debaixo da minha cama, saiam cá para fora e rodopiem todos no chão do meu quarto, em eufórico bailarico.
Hove tempos em que me predispus a escrever um livro. Que ideia tonta, soberba, grande e descabida. Eu? Escrever um livro?!? Ah pois, sim senhor.. então adeus e até amanhã, que essa ideia nunca saiu da gaveta. Nunca tive a coragem, a ousadia, o tempo e a vontade (porque também se trata disso, vontade) de escrever um feito digno de passar para o papel, com capa e contra-capa, prefácio, índice, edição numerada e revisão de editor.
Hoje, com quase trinta anos, acordei com vontade de revigorar o sonho antigo. Porque não? Porque me acho pouco capaz? Quando a alma não é pequena, tudo se faz, tudo se consegue, tu…

Há coisas deprimentes, não há?

Hoje estou assim..

.. numa de cobertor e comer porcarias!

Cenas nocturnas hilariantes!

A noite passada, estava eu à varanda quando vi uma cena hilariante. O prédio da frente está próximo do meu, aliás uma praceta de garagens nos separa. Portanto, é fácil reparar no que se passa nas outras casas, especialmente se as janelas estiverem abertas.
A minha vizinha da frente tem dois filhos. Um pequenito, que já dormia e um outro que deve ter 14 ou 15 anos. E foi esse mesmo o protagonista. Reparei que estava no quarto dele, ao computador. Passado uns segundos vejo-o de gatas na cozinha, a remexer na mala da mãe. Foi-se embora rapidamente (talvez devido a algum ruído!) e voltou de gatas, remexeu, remexeu, abriu a carteira, escolheu um cartão, escondeu no pijama, saiu da cozinha de gatas e foi-se sentar no quarto em frente ao computador.
Das duas uma: ou a mãe sabia e deu-lhe autorização ou o puto fez merda!

Para que serve um Macaco?

Eis a nova questão que tenho a pôr às minhas leitoras (se bem que acredito que, muitos senhores me visitem e não tenham a coragem de assumir que vêm lêr um blog de gaja!), que certamente me darão a resposta esclarecedora! Toca a votar, please! :)

Yo no me lo creo

.. pero que las hay, las hay! :)

Muito Obrigada!

Agradeço às minhas extasiadas leitoras, que prefazem o bonito número de 6 e que tão prontamente se dignaram a dar a sua opinião sobre os sapatos de tacão de agulha!
Espantem-se! 4 em 6 leitoras (que percebem do assunto) afirmam que estes servem pra encravar unhas do pé. Uma leitora utiliza os seus agulhas pra matar baratas (no mínimo cómico!).. e mais hilariante ainda: tenho uma leitora que se dedica à vindima, sempre bem aperaltada com os seus stiletto! Fantástico!

Grande obrigado a todas! :)

Sim, eu sei..

.. eu sei que sou. Aliás, sempre fui. A ovelha negra (ok, negra nem tanto, mais cinzenta) da familia, a desgarrada, a respondona, a teimosa, a pioneira, sim eu sei.. vai na volta está-me nos genes, no sangue, no raio-que-me-parta, que eu sei que às vezes não há paciência pra me aturarem. Mas sou assim, que hacer?
Hoje li algures que a dor é um mecanismo natural que o nosso corpo produz para nos proteger do 'mal' que nos rodeia. Fiquei a pensar, se o meu feitio de merda não será um mecanismo natural que o meu corpo cria pra me proteger...

Novidades 2

Se não repararam, ainda vão a tempo.. resolvi inserir uma 'brincadeirazinha' em tom de graça e perda de tempo (enfim..) aqui ao lado, nada mais nada menos que um 'enquete' (esta vem no acordo ortográfico?!?) para entreter os meus leitores! A sério, vou tentar colocar questões pertinentes e que façam todo o sentido de existir. Participem, s'il te plait!

Novidades 1

Bem, então como já devem ter reparado, estamos em concurso. Inscrevi-me no SUPER BLOG AWARDS e se não ganhar, não ganho, paciência.. fica pra uma próxima! Agora, ai de quem me visita não deixar um voto no meu blog! É meio-caminho-andado pra eu me dedicar a outra coisa... :)

Say What ?!?

Para que conste que hoje, dia 19 de Outubro de 2007, ouvi na rádio de um café o tema 'White Christmas' de Bing Crosby. E não se ficaram por aí, não.. a seguir veio o 'All i want for christmas is you'.. e a seguir desliguei o cérebro, a tempo ainda de ouvir o Pedro resmungar que no Lidl e no Plus já vendem Pais Natal de chocolate e da minha mãe se sair com a magnífica pérola: «O Natal é quando a gente quiser.»

2 anos de Algodão

Fez no dia 15 de Outubro, dois anos.. foi talvez o dia mais curto da minha vida, porque passou a correr! :) Sempre imaginei que seria o dia mais lindo, mais perfeito, onde a alegria não tivesse fim. E foi, de facto. Se casasse hoje, faria tudo de novo, tudo igual.. No mesmo dia, na mesma igreja, na mesma quinta, com o mesmo vestido, as mesmas alianças, as mesmas flores, o mesmo bolo, a mesma música, a mesma determinação e a mesma alegria.
Não têm sido fáceis estes anos, por razões que nos são alheias mas que nos afectam plenamente. Mas estamos mais perto um do outro que nunca. Talvez seja por causa das adversidades que nos unimos mais e damos mais sentido à palavra nó! 'Demos o nó' a 15 de Outubro 2005, pelas 17h, na Igreja de Cacela Velha.. e que nó, caramba, que não se desata! :)

Querida Marta,

Pois era bom, era (de facto!) poder agora largar o emprego, as responsabilidades e tudo o mais e partir para as Caraíbas. Óh lá se era!! Infelizmente, por mais que a vontade seja muita, há razões que a própria razão desconhece e então essas vontades vão ter que ficar pra outra altura.
Mas, minha amiga, acredita, que se não fossem os 'senãos', nem pensava duas vezes e lá ia eu contigo.. :)

Só espero mesmo é que descanses o que necessitas e que venhas com as pilhas recarregadas e que aproveites ao máximo esse paraíso na terra! :)

P.S.: Faz hoje 2 anos, lá ia eu a caminho de Punta Cana! :)

Psst..

どんなが、事確かであるかどちらか。
私は私が落ち込んでいる得られて歩くと考える。

Jedes, welches, eine Sache sicher ist. Ich denke, daß ich erhalten niedergedrückt gehe.

Perceberam?!?

Tou a precisar de férias..

.. num local bem longe.

Buáaaa.. eu quero, eu quero, eu quero...

Fim de semana e dois que se aproximam..

.. bem agitados.
A saber, amanhã temos de ir a Almada, visitar os sogros e aproveitar pra fazer umas comprinhas (sobretudo roupa) prá Mariana.
Depois, bem, depois vêm os mais agitados. No próximo é o fim de semana de aniversário da Mariana.. imaginem a azáfama. Até parece que estou a preparar o meu casamento outra vez!! São os convites, os comes e bebes, as arrumações, enfim..
E no último fim de semana de Setembro, temos casório dos amigos Ana e Cláudio. Era suposto a Marianita já andar pra levar as alianças (!!!), o que não acredito que vá acontecer, pois não me parece que ela esteja muito prái virada. Enfim, muito ocupados estamos! :)

Agora quero uma destas...

.. estilosa pra ir ao pão, não?

«Paciência»

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
A vida não pára

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida é tão rara

Enquanto todo mundo espera a cura do mal
E a loucura finge que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência

O mundo vai girando cada vez mais veloz
A gente espera do mundo e o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência

Será que é o tempo que lhe falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (Tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára(a vida não pára não)

Será que é tempo que me falta pra perceber
Será que temos esse tempo pra perder
E quem quer saber
A vida é tão rara (tão rara)

Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára(a vida não pára não…a vida não pára)

Lenine

Korma ou Kashmiri?

Ai.. venha o diabo e escolha, que estes dois manjares dos deuses são BONS, que só visto!! Ai, dieta, dieta.. :)

O Gozo ao meu trabalho.

Qualquer dia, qualquer dia...
A minha comadre e amiga Marta, deixou-me no blog dela um miminho, pois introduziu-me na corrente da amizade. Como me parece difícil escolher 10 pessoas para retribuir, especialmente que tenham blogs, resolvi que desta vez seria diferente.
Quero retribuir a todos quantos me 'conhecem' neste meio e dizer-lhes que às vezes, atrás de uma palavra vêm mais do que mil acções! :) E quero agradecer a quem me lê e com quem comparto este 'pedacinho' de mim, mas que por vários motivos não possui um blog!
Então, para todos aqueles anónimos que me visitam e especialmente para:

Mª José (eterna Tatá!)
Pedro
Mãe
Carla
Marta (comadre!!)
Ana E.
Sandra G.
Silvia
Soraia
Sofia C.

Obrigada! :)

Verão?

Nem de propósito..

.. com este calor, só mesmo com protector +50! :)

«Mundos Mudos»

Ligo directo para a caixa de correio só para ouvir a
tua voz,
Sei que é cena fora mas todo o dia chega a hora
em que
o lado esquerdo chora quando se lembra de nós
A vida corre tranquila, cada vez menos reguila
meto guita de parte e a cabeça não vacila tanto
Para minha alegria e meu espanto
Pode ser que o passado fique por onde deve estar:
No pretérito imperfeito, já que não é mais-que-
perfeito,
Este é um presente que eu aceito
Para atingir a tranquilidade
Que supostamente se atinge com a nossa idade
A verdade é que a saudade do que passou
Não é mais que muita...
Mas por muita força que faça ela passa por saber que
te vivi...
Tu deste tudo e eu joguei, arrisquei e perdi
Agora,

Muda o teu número, eu mudei o meu,
Muda o teu Mundo, eu mudei o meu.

Cada vez que eu ligo tento deixar mensagem
mas acabo por nunca arranjar a coragem
Necessária
Gostava apenas de partilhar o quotidiano
habitual
Nada que se compare com as correrias
doutras alturas e doutros abismos
E já que falo por eufemismos
Gostava de dizer que ainda gost…

Pai nosso...(VERSÃO DAMAIA)

Hey brother que tás no alto
Não sejas cota não sejas ralha
Aceita no teu reino a maralha
Tas a ouvir Man? Yo
Dá-nos os morfes do dia a dia
Desculpa lá qualquer coisinha
Qu'a gente perdoa-lhes também
Livra-nos do mal, livra-nos da bófia
Tu tens o power
Tu tens a glory
Agora Man
Para sempre Man
Fica cool
Tasse bem...
Yo

Desafios (1)

Fui desafiada pela minha amiga Marta, a participar no desafio da página 161, e então, aqui vai:

O desafio consiste em:
1. Pegar no livro mais próximo
2. Abri-lo na página 161
3. Procurar a 5ª frase completa
4. Colocar a frase no blog
5. Não vale escolher a melhor frase nem o melhor livro (usem o mais próximo)
6. Passar o desafio a cinco pessoas

E, voilá:

«- Qui est là? - perguntou Grouard, sentindo uma descarga de adrenalina invadir-lhe o sangue pela segunda vez no espaço de trinta segundos.» Brown, Dan, O Código DaVinci ...

.. que era o que estava mesmo aqui ao lado, na estante! :)

Agora, desafio:

a Ana, do Omeletes sem Ovos
a Elsa, mamã do André
a Sandra ou o Francisco, papás do Diogo
e a Mãe Babada do Afonso

Stuck In The Middle

I sit and think about the day that you're gonna die,
Your wrinkled eyes betrayed the joy with which you smiled.
Care to see my reason?
Care to put your life in mine?
Lookin' at life from the perspective of a boy
Who's learned to love you but has also learned to grow.
Could we make it better, stormy weather,
So hard to know

Oh, oh, oh - Is there anybody home?
Who will believe me, won't deceive me, won't try to change me?
Ah, ah, ah - Is there anybody home?
Who wants to have me, just to love me?
Stuck in the middle.

I look at you,
You look at me,
We bite each other.
And with your bitter words you kick me in the gutter.
But my troops are bigger than yours
'Cause you'll never stand my fight.
Ours is a family that's based upon tradition
But with my careless words I tread upon your vision.


Are five kids better than one, who'd doesn't like to be gone?

Oh, oh, oh - Is there anybody home?
Who will believe me, won't deceive me, won' try to change me?
Ah, ah, ah - Is ther…

Hoje fico em casa, sonhando..

Andar às voltas..

.. e voltas e voltas e voltas e não sair do sítio. É assim que eu me sinto. Uns dias bem disposta, alegre, bem com a vida. Outros deprimida, completamente anti-social, azeda.
Se é isto ser humana, ter coração e massa cinzenta para pensar, então por favor, instalem-nos uns processadores nesses lugares, para sermos mecânicos, frios mas cirurgicos. Sem medos, sem dores, sem ataques momentâneos de loucura, sem sofrimento.
Hoje é dia não. Definitivamente.

Eu morro se não for ver isto.

Às vezes..

.. tenho vontade de ser Amelie Poulain.

Tarde de mais...

Quando chegaste enfim, para te ver
Abriu-se a noite em mágico luar;
E para o som de teus passos conhecer
Pôs-se o silêncio, em volta, a escutar...

Chegaste, enfim! Milagre de endoidar!
Viu-se nessa hora o que não pode ser:
Em plena noite, a noite iluminar
E as pedras do caminho florescer!

Beijando a areia de oiro dos desertos
Procurara-te em vão! Braços abertos,
Pés nus, olhos a rir, a boca em flor!

E há cem anos que eu era nova e linda!...
E a minha boca morta grita ainda:
Por que chegaste tarde, ó meu Amor?!...

(Florbela Espanca)

Só ouço o que quero.

Brasil, brasileiros e afins..

.. Deve ser uma terra bonita. Só a sua extensão faz adivinhar as maravilhosas paisagens que lá se vislumbram. Mas que não me fascinam. Perdoem-me os nativos, não é uma questão de racismo, é apenas uma questão de gosto. De gostar e não gostar. Gosto da diversidade da paisagem brasileira. Acho que por este país só tenho mesmo o gosto geográfico. Estudei língua portuguesa e concluindo, a língua brasileira é uma 'versão' da portuguesa, é uma 'mixórdia' da língua portuguesa falada no séc XVI com dialectos índios e africanos. Portanto: nem a proximidade linguística me agrada.
Acho que o falar doce, arrastado, meloso só denota manhosice, cinismo.. a sério, desculpem-me a franqueza, mas é aquilo a que me soa: falso. Ninguém pode estar sempre 'numa boa, cara!', a vida não é um 'show de bola', nem sempre é 'tudo jóia' porque metade é mesmo uma merda.. é a realidade.
Favelas, meninos de rua, pobreza, ladrões, vigaristas, mulheres desesperadas por um europeu …

O porquê dos porquês.

Quando tentamos ter respostas para tudo, entramos num beco sem saída. Sim, isso mesmo. Não se trata do grau de inteligência, nem do Q.I., nem do intelecto, nem da perspicácia.
Por mais agudeza de espírito que se tenha, o porquê dos porquês é sempre uma carga de trabalhos, uma dor de cabeça.
Porque é que estamos assim, porque vivemos desta forma, porque viemos aqui parar, porque é que nascemos pobres, porque é que alguns são putridamente ricos.. porque estamos com determinadas pessoas e porque é que algumas se afastaram das nossas vidas. Porque é que não nos lembramos de coisas simples e não conseguimos esquecer casos complicados? Porque é que sonhamos com o impossível, porque é que o possível é tão aborrecido ao ponto de não o desejarmos?
Porque é que lutamos, porque choramos, porque berramos? Porque sorrimos, porque brincamos, porque amamos?
Porque é que sentimos 'aquele' friozinho na barriga, porque é que sentimos ódio? Porque é que sentimos saudade e sentimos desprezo? Porque é…
- Mine too.

Love Today (..ou do mais louco que há!)

Doom da da di da di Doom da da di da di

Everybody's gonna love today,
Gonna love today, gonna love today.
Everybody's gonna love today, gonna love today.
Anyway you want to, anyway you've got to,
Love love me, love love me, love love.

I've been crying for so long,
Fighting tears just to carry on,
But now, but now, it's gone away.

Hey girl why can't you carry on,
Is it 'cause you're just like your mother,
Little tike, like to tease for fun,
Well you ain't gonna tease no other,
Gonna make you a lover.

Everybody's gonna love today,
love today, love today.
Everybody's gonna love today,
Anyway you want to, anyway you've got to,
Love love me, love love me, love love.
Girl with a groove with the big bust on,
Big bust on, big bust on.
Wait till your mother and your papa's gone,
Papa's gone
Momma, momma papa, shock shock me,
Shock shock me, shock shock.

Everybody's gonna love today,
Gonna love today, gonna love today
I said,
Everybody's gonna love today, gon…

Psst..

voltou o inverno?!?

patience

Just have a little, patience

I'm still hurting from a love I lost,
I'm feeling your frustration,
But any minute all the pain will stop,
Just hold me close inside your arms tonight,
Don't be too hard on my emotions

Cause I, need time,
My heart is numb, has no feeling,
So while I'm still healing,
Just try and have a little patience,

I really wanna start over again,
I know you wanna be my salvation,
The one that I can always depend,

I'll try to be strong, believe me,
I'm trying to move on,
It's complicated but understand me,

Cause this scar runs so deep,
It's been hard,
But I have to believe,

Have a little patience.

Cause I, I just need time,
My heart is numb has no feeling,
So while I'm still healing,
Just try, and have a little patience,

Have a little patience,
My heart is numb has no feeling,
So while I'm still healing
Just try and have a little... Patience


(Take That - 2006)

Me by Warhol

10 anos.

Nem sempre foi tudo lindo, nem sempre os dias foram de festa, nem de alegria. Houve discussões, desaguisados, houve tristezas, lágrimas, gritos, bater de portas.. houve risos, loucuras, passeios, descobertas. Houve desilusões, partidas e chegadas, houve começos e fins. Destes dez anos ficam as memórias, as boas e as más e as menos más também. Ficam as trocas de olhares e de beijos, as festas, os carinhos, as palavras certas nas horas certas, os consolos, o ombro amigo, o corpo todo! Fica o refúgio nas horas de tempestade e o conforto no cansaço. Fica o compartir de um sorriso e de uma lágrima. Fica o consolar de um pranto e o velar de uma febre. Ficam os pratos na mesa e a roupa lavada. Ficam também aqueles cozinhados intragáveis e a roupa branca que ficou azul ou a camisola de lã que encolheu ao tamanho de um Pin&Pon! Ficam as noites em branco e os despertar às quatro da tarde. Ficam os escaldões no verão e as noites de cinema enroscadinhos no sofá. Ficam as horas de aflição e as…

Quem é que eu tenho que subornar..

.. para me oferecer um brinquedo destes?



Hein?

Singularidades de uma rapariga..

.. ainda que não seja loura ou loira (dependendo de quem lê, claro!), se bem que o termo correcto é LOURA.

Chateio-me muitas vezes porque, as pessoas são muito 'poucochinhas', ao ponto de apontar o dedo aos outros, ou por aquilo que são ou por aquilo que têm, ou pelo que pensam ou pela aparencia.. E eu não escapo aos mirones.
Já dei por mim muitas vezes na boca do povo e ficava (passado) magoada com isso, porque não entendia porque raio haveriam as pessoas de falar de mim. Com o passar do tempo, fui-me apercebendo que os pobres de espírito só falam da vida dos outros.. aliás, o ignorante é o que mais fala (seja do que for!)!.. e deixei de dar importância. Mas, analisando aquilo que sou ou que tenho, até percebo o porque de ser notícia na boca do povinho. Mais que não seja, por ser única, singular..
Ora, pensando eu na vidinha que tenho e na que me é permitida ter, ocorreu-me que, apesar de passar a vida em queixumes até sou mocita para ter uma vidinha tranquila. Senão, vejamos: t…

Ohh!

Fim de semana e nós em casa de folga? Deve estar algum santo pra cair do altar, não?

Neuras.

Sim, que também as tenho, que uma gaja não é de ferro e que isto de parecer (ou ter de ser) controlada, que já sou crescida e mãe, e coisa e tal, não tá mesmo com nada.
Neuras. Neurótica, ando assim. Ele é porque a roupa não me serve, mas o que é que eu quero se ainda há 8 meses fui mãe, e tinha um barrigão de fazer inveja ao Pavarotti, e não há dieta nenhuma que me sirva, e gastei 20€ numa porcaria qualquer que comprei na farmácia e não dá resultado nenhum, só sabe mal, e não durmo as horas que devia e as horas que o dia tem são poucas prás milhentas coisas que tenho que fazer, e trabalho como uma camela e recebo pouco e gasto muito, e às vezes não tenho paciência nem sequer para ouvir os meus pensamentos, que quem me dera estar nas Caraíbas e apanhar sol e gozar do dolce fare niente e andar a laurear a pevide todo o santo dia.. e quando penso que não posso, neste momento, de maneira nenhuma, satisfazer a minha vontade, entra-me uma neura daquelas... pff.

Estou numa fase pink.

E do alto do meu ego feminista, eu quero uma destas JÁ!

Londres..

.. foi lindo!
Pensava que ia ter um daqueles momentos estilo deja-vu, por causa dos filmes e do que vemos na tv, mas não aconteceu. Adorei. Adorei cada esquina, cada passeio. Os bairros são lindos, as casas, o Hide Park, o Big Ben, é tudo lindo.
Amei Notting Hill.. ora aí está um lugar onde não me importava de morar. Aquele bairro é o meu estilo, senti-me bem, em casa.. enfim.. hei-de lá voltar, com mais tempo e disfrutar ao máximo aquela cidade!

Fantastic!

Que Deus?

Quem quer que sejas, onde quer que estejas,
Diz-me se é este o mundo que desejas,
Homens rezam, acreditam, morrem por ti,
Dizem que estás em todo o lado mas não sei se já te vi,
Vejo tanta dor no mundo pergunto-me se existes,
Onde está a tua alegria neste mundo de homens tristes?
Se ensinas o bem porque é que somos maus por natureza?
Se tudo podes porque é que não vejo comida á minha mesa?
Perdoa-me as dùvidas, tenho que perguntar,
Se sou teu filho e tu amas porque é que me fazes chorar?
Ninguém tem a verdade o que sabemos são palpites
Se sangue é derramado em teu nome é porque o permites?
Se me destes olhos porque é que não vejo nada?
Se sou feito á tua imagem porque é que durmo na calçada?
Será que pedir a paz entre os homens é pedir demais?
Porque é que sou discriminado se somos todos iguais?

Porquê?!

Porquê que os Homens se comportam como irracionais?
Porquê que guerras, doenças matam cada vez mais?
Porquê que a Paz não passa de ilusão?
Como pode o Homem amar com armas na mão? Porquê?
Peço perdão pela…

Há dias..

.. que só apetece ficar de molho!
E hoje é um deles! :o)
É friozinho e chuva.. que isto de 40º à sombra é mal de pouca dura!!

Next week, i'm in..

LONDON.

Ok..

.. eu confesso. Não costumo vir escrever aqui. E prova disso são os últimos posts serem de fevereiro! Dedico-me tanto ao blog da minha filha, que me esqueci que tinha um, virado para as coisas próprias dos adultos. E agora, prometo solenemente, que já não o deixarei ao abandono. Tá prometido.

Dar as mãos..

.. e ir em frente.

Mantém-te Firme.

Não me resta nada, sinto não ter forças para lutar
É como morrer de sede no meio do mar e afogar
Sinto-me isolado com tanta gente á minha volta
Vocês não ouvem o grito da minha revolta
Choro a rir, isto é mais forte do que pensei
Por dentro sou um mendigo que aparenta ser um rei
Não sei do que fujo, a esperança pouca me resta
É triste ser tão novo e já achar que a vida não presta
As pernas tremem, o tempo passa, sinto cansaço
O vento sopra, ao espelho vejo o fracasso
O dia amanhece, algo me diz para ter cuidado
Vagueio sem destino nem sei se estou acordado
O sorriso escasseia, hoje a tristeza é rainha
Não sei a alma existe mas sei que alguém feriu a minha
Ás vezes penso se algum dia serei feliz
Enquanto oiço uma voz dentro de mim que diz..

Mantém-te firme
Quando pensares que não consegues lutar
Que o mundo vai acabar
Ouve a voz dentro de ti
Mantém-te firme
Não te esqueças podes sempre escolher
Ninguém te pode vencer
Usa a força dentro de ti

Não há dia que não pergunte a Deus porquê é que nasci
Eu não pedi, al…

Gosto de joias simples.

E esta ficava-me lindamente no pulso.

Havia de me tocar o euromilhões..

.. e eu era uma mulher mais feliz. Ou fazia os outros mais felizes.
Comprava já um carro maior pra levar as tralhas todas da filhota.
Ia de férias durante 6 meses prá Rep.Dominicana.. isso é que era!
Pagava a casa, as contas, tudo e tudo.. e gastava numa teca de coisas iguais (ou melhores!).
Tornava-me já uma dondoca com direito a empregada e a mordomo.. comprava um T100 no Mónaco, ia às compras pra Milão (que é muito mais 'in' que o Forum Algarve).
A minha filhota havia de usar fraldas com diamantes.. o meu mais-que-tudo comprava a gama toda da Honda.. enfim..
Sonhar de vez em quando, não faz mal nenhum...

Take One

Vaidade

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a Terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho... E não sou nada!...

Florbela Espanca

Sentido de Oportunidade

Parte 1



... as chaves que abrem a primeira página.