Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Novembro, 2007

Dentro de 15 dias..

estou na cidade mais europeia de todas.. Brussels (ou Bruxelas, como preferirem!)

Dias assim..

.. e eu assim..

Berloques & Notas

O meu desejo de escrevinhar vem desde cedo. Desde pequena que escrevo tudo o que me vai na alma. Sejam verdadeiros testamentos, às pequenas frases soltas. Escevro, escrevo, escrevo, não porque me ache pseudo-intelectual, mas porque me liberta. Faz com que os monstros que se escondem debaixo da minha cama, saiam cá para fora e rodopiem todos no chão do meu quarto, em eufórico bailarico.
Hove tempos em que me predispus a escrever um livro. Que ideia tonta, soberba, grande e descabida. Eu? Escrever um livro?!? Ah pois, sim senhor.. então adeus e até amanhã, que essa ideia nunca saiu da gaveta. Nunca tive a coragem, a ousadia, o tempo e a vontade (porque também se trata disso, vontade) de escrever um feito digno de passar para o papel, com capa e contra-capa, prefácio, índice, edição numerada e revisão de editor.
Hoje, com quase trinta anos, acordei com vontade de revigorar o sonho antigo. Porque não? Porque me acho pouco capaz? Quando a alma não é pequena, tudo se faz, tudo se consegue, tu…

Há coisas deprimentes, não há?

Hoje estou assim..

.. numa de cobertor e comer porcarias!

Cenas nocturnas hilariantes!

A noite passada, estava eu à varanda quando vi uma cena hilariante. O prédio da frente está próximo do meu, aliás uma praceta de garagens nos separa. Portanto, é fácil reparar no que se passa nas outras casas, especialmente se as janelas estiverem abertas.
A minha vizinha da frente tem dois filhos. Um pequenito, que já dormia e um outro que deve ter 14 ou 15 anos. E foi esse mesmo o protagonista. Reparei que estava no quarto dele, ao computador. Passado uns segundos vejo-o de gatas na cozinha, a remexer na mala da mãe. Foi-se embora rapidamente (talvez devido a algum ruído!) e voltou de gatas, remexeu, remexeu, abriu a carteira, escolheu um cartão, escondeu no pijama, saiu da cozinha de gatas e foi-se sentar no quarto em frente ao computador.
Das duas uma: ou a mãe sabia e deu-lhe autorização ou o puto fez merda!

Para que serve um Macaco?

Eis a nova questão que tenho a pôr às minhas leitoras (se bem que acredito que, muitos senhores me visitem e não tenham a coragem de assumir que vêm lêr um blog de gaja!), que certamente me darão a resposta esclarecedora! Toca a votar, please! :)