8.5.11

E a Finlândia retribuiu com «Amor»



Ok. Nós precisamos de ajuda, é certo. Portugal, com os seus 900 anos de história já deveria ter crescido muito mais, já deveria ter feito muito mais, já deveria ter aprendido com os erros. Como diz um comentador deste video no Youtube, somos o país dos desenrascados, que já estão habituados a procurar nas desgraças uma saída. Assim espero, porque o Portugal que quero para a minha filha é um Portugal melhor, diferente, consciente dos seus recursos e independente das ajudas externas para prosperar. Tenho consciência de que ainda muitos mais anos terão de passar para que isso se torne numa realidade, mas o que é certo é que não me apetece baixar os braços e apenas criticar o que deveria ser feito sem nada fazer por isso. Sou um grão de areia que junto de muitos mais como eu, daria uma praia. Não sei muito bem como começar, mas apetece-me fazer qualquer coisa para mudar este caminho.
Este sarcasmo escondido na mensagem dos finlandeses fez-me ver que, muito pior do que estar na mó de baixo é que ainda sintam pena de nós. Os coitadinhos dos lusitanos, de bigode e que comem bacalhau, que se enterraram no meio de tanta corrupção e incompetência politica. Isso é que não. Não querem ajudar, não ajudem, mas não gozem com os sentimentos de quem já ocupou meio mundo. Fomos grandes e ainda nos restam genes dessa grandeza. Só não sabemos como os utilizar. E no meio da minha pouca capacidade de conseguir mudar o que quer que seja, resta-me a vontade. E as vontades movem montanhas. E como eu ainda tenho tanto orgulho de falar português..

5 comentários:

PinkEmotions disse...

Obrigada pelo comentário.
Eu achei o vídeo deles ridículo... enfim!

L* disse...

Este vídeo é tão ridículo!

Rita disse...

O problema não é a ridicularidade do video, penso eu.. mas o cinismo com que nos enviam todo o seu amor.. bah!

L* disse...

Sim, foi essa a intenção do meu ridículo! Este vídeo é a chamada resposta mete nojo!

Rita disse...

se não fossem tão intuitivos, fazia já um boicote à Nokia! :D