Avançar para o conteúdo principal

Gestão do tempo - uma questão de organização

Como gerir o nosso tempo de uma forma extraordinariamente competente? Tipo: sei exactamente o que vou fazer daqui a vinte e dois minutos e trinta segundos.
Há quem o consiga fazer porque já nasceu com esse dom. Outras há que não são capazes de se organizar nem para o momento de pôr a mesa para o jantar.
Viver em organização (mental, temporal, no trabalho ou em casa) facilita-nos a vida e a saúde. Quando nos propomos a isso, porque os dias só têm 24 horas e passam a correr, ter um plano estruturado e as metas bem delineadas permite-nos tirar mais partido e proveito das horas que temos livres. Seja para passar mais tempo com os nossos filhos, seja para ter um hobbie, seja para passar a ferro duas máquinas de roupa. O primeiro passo, talvez o mais importante, é definir os nossos objectivos: como é que eu quero gastar o meu tempo? Com quem? Onde? Como é que eu consigo aproveitar melhor o tempo que tenho livre?
Feitas estas perguntas, é importante que cada um de nós saiba exactamente o que quer; como, para onde e com quem canalizar a energia positiva de tempo bem passado e bem aproveitado.

Não pretendo ser psicóloga, nem coach, nem sou (de longe) entendida na matéria. Sou apenas uma mulher que se preocupa com o tempo que tem disponível para fazer o que lhe dá prazer e o que a faz feliz. Muitas vezes procuro inspiração nas palavras de algumas bloggers, de estudos que leio, de artigos publicados. Posso dizer que retiro desses ensinamentos muitas dicas para conseguir, com sucesso, gerir melhor o meu tempo. Aqui dão-se dicas de como definir prioridades; aqui encontram inúmeros posts sobre como gerir o vosso tempo, de forma a gerar menos stress; Aqui (um dos meus preferidos), o Gonçalo Gil Mata dá-nos imensos conselhos, ensina-nos truques, propõe exercícios, dá pontos de vista, explica, revela situações; e muito mais podemos encontrar à distância de uma pesquisa. Basta querer.

Comentários

pmaionese disse…
Miga, andamos na mesma onda...eu faço listas e mais listas, e mesmo assim...olha vão ficando coisas para fazer...a Ju vem em primeiro lugar e depois a casa...

Mensagens populares deste blogue

Achei que o corte de cabelo da Letizia merecia o meu regresso..

Se isto não é um exemplo de modernidade, não sei o que lhe chamar. A rapariga não é só a rainha de Espanha, é uma mulher moderna. E como mulher moderna que se preze, cuida da sua imagem. E só por esse gesto de corte com o tradicional e o correcto, só posso aplaudir a atitude. Já não posso dizer o mesmo da magreza. Num momento em que se apela ao fim da magreza extrema como sinónimo de beleza, num momento em que se defende um corpo saudável, ela aparece com as costas a descoberto.. e não consigo pensar em nada de positivo nesta imagem.

O bolo de côco que parece uma nuvem!

É que este vai já ser feito, nem vou esperar por dias melhores. Mesmo sem vontade nenhuma de ir pegar na batedeira, vou fazer-me à vida, porque este amigo está a fazer-me salivar, tal e qual os cães de Pavlov. Pronto, é desta que a manutenção das linhas redondas do abdómen se mantêm. Estou desgraçada..


a receita deste tentação hiper-calórica está aqui.

Oscars 2015: Vanity Fair after-party

Classe vs Badalhoquice

Irina, Irina.. ainda tens de comer muito pão, filha.