24.12.13

Feliz Natal.

Penso nos meus, estamos reunidos e estamos felizes. As crianças dão um brilho especial a este dia. E, logo à noite, na noite de todas as magias, os sorrisos, os abraços, a partilha aquece-nos o coração.
Hoje sou especialmente abençoada.
Penso em tantos outros, no frio, na solidão, no desespero. Sempre senti um aperto na garganta, especialmente em dias como hoje, quando penso em tantos assim. E sempre me senti abençoada por tudo o que tive, pela mesa recheada, pelos presentes na árvore, pela família, por termos saúde.
Não consigo imaginar o pesar, a tristeza. Às vezes gostava de poder fazer mais, poder ajudar mais. E não consigo. Especialmente, em dias como este.

Hoje eu sou abençoada. Tenho à minha volta quem me ama, quem eu amo, tenho saúde, tenho alegrias. Tenho o som de uma família reunida, o calor de uma mesa composta, as gargalhadas dos pequenos. Levamos um ano inteiro a implicar por coisas poucas, a reclamar por inconvenientes que se solucionam, muitas vezes voltamos as costas às pessoas só porque nos irrita o seu respirar. Andamos um ano inteiro demasiado absorvidos nas nossas vidas, a pensar só nos nossos umbigos. Muitas vezes não damos valor ao que temos. E se o que temos é tanto comparado a quem nada tem.

Por isso, a minha mensagem fala de esperança e de amor; porém, fala ainda mais de partilha. E que, neste Natal, consigamos partilhar com quem nos rodeia o pouco que temos. Nem que seja um abraço, um sorriso.
Feliz Natal!



[a minha canção de Natal]

Sem comentários: