3.12.13

É o tempo delas [ou como sobreviver a uma semana assim]

Sendo que família T. começou a semana em beleza (not!) com o seu veículo de locomoção avariado - soube-se hoje que o coitadinho entrou em coma e só ressuscita com um transplante de uma peça cara que foi encomendada à fábrica - obviamente, quando um mal chega nunca vem só. Right. Mini-homem doente em casa com uma recaída numa otite mal curada. Noites terriveis, febre, choros, muita rabujice. 
Estas malvadas viroses, bactérias e o raio que as partam não desamparam a loja. Sabemos que estamos na altura delas, sabemos que os pequenos seres são as presas fáceis destas malvadas.. mas deixem-me a criança em paz! É que já não há pachorra! We need a break!!! Voltem só lá pro inverno de 2035 quando o puto já for um homem grande e que seja a namorada ou mulher ou o que ele quiser a aturar-lhe o feitio proprio de um homem doente!!
(Desabafei um bocadinho.. vou ali assoar ranhos outra vez.)

Sem comentários: