13.12.13

Como ser um verdadeiro idiota e lidar bem com isso.

Admite. Nasceste totó, cresceste totó e serás totó até morrer. Não adiantam as lições que a vida te dá, porque das duas uma: ou não aprendes nada com elas ou és um masoquista à séria e o teu propósito na vida é mesmo sofrer.
Olhaste ao espelho e encaras a realidade: és um idiota chapado. Sabes que és usado, que abusam da tua boa-vontade, que só te procuram quando precisam de ti (e tu vais). Não fazes nada para mudar isso, não te impões ou não te valorizas: habitua-te! Vais ser um idiota a vida toda.

Por outro lado, os sinais estão todos lá e só tu é que não os vês? Pertences à outra classe de idiotas que também prolifera por aí. Ninguém sabe mais do que tu, és o melhor no que fazes, não aceitas uma opinião, o teu ego e a tua prepotência são ainda maiores do que tu. Parabéns! És um verdadeiro idiota, convencido que o universo te fez melhor do que os outros. Guess what? Os outros sabem disso: que és um verdadeiro idiota convencido.

A questão está em ser verdadeiramente um idiota e lidar bem com isso. Especialmente quando existem opções de mudança.
Se és um idiota e não lidas bem com isso, o que é que estás à espera para mudar?

Sem comentários: