24.11.13

Onde dormem dois, dormem três ou quatro..

A meio da noite tinhamos a mais velha especada aos pés da nossa cama, na escuridão (o que eu não dava para ver esta miúda a movimentar-se pela casa às escuras), a chamar baixinho por nós. O pai diz que não sabe como é que ainda não teve um ataque cardíaco com estas aparições nocturnas. Balbuciou qualquer coisa como 'sonho', 'descuidei-me', 'xixi' mas, não deve ter passado disso mesmo, de um sonho, porque estava completamente seca! Disse-lhe para vir para o meio de nós e ela nem retorquiu. Aterrou de imediato no meio da cama e passado meio minuto já dormia profundamente. É nestas alturas que reparamos que, por muito grande que o coração de um pai ou de uma mãe seja, será sempre inversamente proporcional ao tamanho da cama de casal. Eles dormem profundamente e os pais treinam posições de dormir dignas do cirque du soleil.
Estava bem tramada se tivesse mais um filho.

Sem comentários: