21.11.13

motivar, motivar, motivar

O mote é este: motivação. Sem ela, quase tudo o que nos propomos a fazer ficará mal feito, sem sentido, enfadonho. E encontrar a motivação que nos leva a querer fazer mais e melhor, por vezes é um caso sério. Podendo depender de estímulos externos ou, simplesmente, da nossa vontade o que nos move é a nossa determinação, o gosto por fazer uma coisa bem feita. Sermos grandes, nem que seja só para nós próprios.
Por vezes, olhamos para os nossos superiores (ou mesmo para o lado) e não encontramos o exemplo que nos devia guiar, não encontramos a palavra de ânimo, o incentivo que nos leva a atingir um objectivo. É nessas alturas que devemos olhar para dentro de nós, encontrar a paz que necessitamos para acreditar que somos capazes, agarrar a força e a garra para concluir uma tarefa e ser bem sucedidos. É esta a determinação que devemos ter para enfrentar os nossos dias. Para tudo o que nos propomos a fazer, o que nos atrevemos a sonhar.
O primeiro passo para nos sentirmos motivados tem de partir de nós. É por nós e para nós que vivemos, que queremos vencer. Tudo o resto vem depois, com uma ou outra ajuda cósmica, com um tiro de sorte, com a pessoa certa no local certo. Se a nossa atitude for a de um perdedor, repleta de negativismo e de pensamentos destrutivos, nunca conseguiremos saborear a alegria de um projecto concluído, de um sonho alcançado, de um trabalho bem feito saído das nossas mãos. O maior inimigo do sucesso é a inércia, é o encolher de ombros, é o 'não sou capaz' ou o 'é muito dificil'. Muitas vezes temos de deitar estes pensamentos fora, arregaçar as mangas e acreditar. Porque só quem acredita consegue.
Então, a palavra de ordem é esta: motiva-te. Sonha alto, trabalha, tenta (uma e outra vez, mesmo que falhes estás a melhorar-te), experimenta, comunica, abre os teus horizontes e não te deixes ficar quieta no teu canto à espera que o melhor aconteça.
Motiva-te. Com um sorriso no rosto e a atitude certa nós somos capazes de fazer o que nos propomos.

1 comentário: