29.10.13

Às vezes imagino..

Como seria deixar este nosso canto e arregaçar mangas noutras margens. Por uma vida melhor, por outras oportunidades, por um futuro para eles os dois. Num sitio onde as igualdades e as certezas fossem mais risonhas, mais eficientes, mais certas de existir. Não consigo imaginar a dor de deixar o nosso porto-de-abrigo, mas não consigo ficar indiferente ao que a minha cabeça pensa todas as noites, quando tento adormecer. E amanhã? Será diferente, será melhor? E o fim do mês, cada vez mais difícil de suportar..





3 comentários:

Estrelinha Sónia disse...

Eu também penso cada vez mais nisso! E o que me custa...

mãeee disse...

Nem de propósito! Também escrevi sobre isso hoje mesmo ... é bem verdade

beijo doce e saudades

aNaMartins disse...

tenho pensado nisso, não vejo futuro, nem estabilidade, nem nada aqui...
beijinho