Avançar para o conteúdo principal

Oh aqui uma ajudinha, se faz favor!

Então é o seguinte: gosto muito de trabalhar no aeroporto, mas foi-me proposta uma entrevista de emprego para um local onde sei que vou ganhar um pouco menos, mas que a nível de realização profissional e valorização, posso ser muito mais bem sucedida. O que fariam? Trocavam o certo pelo incerto? Arriscavam? Estou num dilema. Numa grande embrulhada psicológica. Pareço uma barata tonta desde ontem..

Comentários

aNaMartins disse…
:( queria ajudar-te mas não sei, eu sou pela realização pessoal, ainda que a ganhar menos, mas nos tempos incertos que estamos talvez jogasse pelo seguro.

e olha o teu header está super giro, adoro o azul e as cores e as imagens! beijoca Rita
B. disse…
Humpf! A única vez que o fiz... foi, e está a ser, um grande tiro no pé. E até vim ganhar mais. Mas... pode funcionar contigo.

BeijO
B.
pmaionese disse…
Minha querida, como é óbvio a decisão será sempre tua!!!! Também fiz isso, lembras-te? E vim ganhar zero. Correu bem? Correu, mas podia ter corrido mal. Por outro lado, em relação ao dinheiro, o melhor mesmo é fazeres contas a sério. Vê o orçamento actual, quanto sobra, e faz um orçamento para o salário mais baixo e vê quanto sobra. e vê se há guita suficiente para se aguentarem durante uns tempos caso corra mal...É tudo o que posso dizer. E boa sorte amiga.
Rita disse…
:S

assim estamos.. vou ver o que me dizem e depois escolho. As escolhas na vida são dificeis!
Obrigada meninas!
Gaja Maria disse…
Não sei o que diga, já tive uma má experiência... Mede muito bem os pros e os contras, logo achas a resposta. Força. :D

Mensagens populares deste blogue

Achei que o corte de cabelo da Letizia merecia o meu regresso..

Se isto não é um exemplo de modernidade, não sei o que lhe chamar. A rapariga não é só a rainha de Espanha, é uma mulher moderna. E como mulher moderna que se preze, cuida da sua imagem. E só por esse gesto de corte com o tradicional e o correcto, só posso aplaudir a atitude. Já não posso dizer o mesmo da magreza. Num momento em que se apela ao fim da magreza extrema como sinónimo de beleza, num momento em que se defende um corpo saudável, ela aparece com as costas a descoberto.. e não consigo pensar em nada de positivo nesta imagem.

O bolo de côco que parece uma nuvem!

É que este vai já ser feito, nem vou esperar por dias melhores. Mesmo sem vontade nenhuma de ir pegar na batedeira, vou fazer-me à vida, porque este amigo está a fazer-me salivar, tal e qual os cães de Pavlov. Pronto, é desta que a manutenção das linhas redondas do abdómen se mantêm. Estou desgraçada..


a receita deste tentação hiper-calórica está aqui.

Oscars 2015: Vanity Fair after-party

Classe vs Badalhoquice

Irina, Irina.. ainda tens de comer muito pão, filha.