11.9.12

Daqui por uns dias, mesmo no final da semana.

Ainda ontem (parece-me!) a puseram no meu colo, acabadinha de nascer e daqui por dois dias já vai para a escola primária. Não são os dias que passam muito depressa, nem ela que cresce muito depressa. É um não-sei-quê que não consigo explicar.
Olho para ela e imagino-a daqui a uns anos. E não consigo imaginá-la senão na condição de eterna bebé, que precisa do colo e dos mimos da mãe, que choraminga quando está nervosa e é doce.. tão doce como o mel. E no entanto, já vai para a escola. O primeiro ano de muitos que se esperam que sejam de sucesso. Não para nos alimentar o ego, mas para a fazer feliz e realizada. Que é o que mais queremos.
E depois olho para o pingarelho mais pequeno e penso que com ele será exactamente igual. Não vão ser os dias que vão passar muito depressa, nem vai ser ele que vai crescer rapidamente. Vai ser um não-sei-quê que não vou conseguir explicar. Só sentir, porque coração de mãe sente tudo mais intensamente.

2 comentários:

mary disse...

Doce é esse amor que descreves pelos teus filhos Rita :) como eu gosto de vir aqui... fico sempre renovada para continuar o dia!
Que seja uma excelente mudança para a pequena princesa!

aNaMartins disse...

oh tão doces as tuas palavras, mãe babada! :D

que tenha muita sucesso a tua piquenota e o teu piqueno que cresça também depressa. beijinho