1.7.12

Assim, sem estarmos à espera..

O telefone tocou às nove da manhã. O marido saltou da cama porque lhe pedem ajuda do outro lado da linha. É para fazer o favor de ir substituir um colega que faltou. Barafustei. E ele também, claro.. mas não é homem de deixar ficar mal quem lhe pede ajuda. E lá foi. O meu domingo, destinado às compras e às arrumações finais (as que envolvem móveis pesados), ficou desfeito. E assim, vou passar o dia by myself.. pfff..

1 comentário:

M. disse...

que chatice!
mas olha temos de ser uns para os outros... né?!
beijinhos**