16.6.12

Sobre as máscaras.


Todas acabam por cair. Todas. Mas, não se iludam. Aqui nesta esfera onde nicknames e alcunhas e coisas do género imperam, as máscaras podem nunca cair. E quem segue, tal e qual uma ovelhinha mansa e pacata (já diziam no filme do Babe, que as ovelhas são o animal mais estúpido do planeta, a par das galinhas, claro) os lindos e pomposos textos, as ideologias surreais de determinadas personagens, só pode mesmo estar apaixonado por um romance de quiosque, bem à moda dos Harlequin. Mas cada um sabe aquilo que lê, que segue, que acredita.
Aqui no meu canto, vive-se uma vida, que eu partilho quando quero e sobre o que quero. Não é tudo cor-de-rosa e azul, não corre sempre tudo como eu espero e quero, há lágrimas e tristezas e fracassos. Porque a minha vida é real, não é uma peça de teatro que eu escrevo a meu belo prazer. E enquanto eu tiver todo o discernimento e toda a capacidade de pensar e agir, assim será. Foi a minha opção.
Contudo, acho imensa piada a quem tentar passar a imagem de que a sua vida é perfeita, com a sua máscara subtilmente colocada, sem correr o risco de que se saiba que caiu, porque, na realidade, não é possível adivinharmos quem está por detrás de tão bonito adereço. Acho particularmente piada porque, geralmente, são essas as pessoas - as ilustres mascaradas das vidas perfeitas - que se gabam de serem pessoas idóneas, justas e as mais capazes de melhor falar sobre a vida. Já que todas as outras, não são, genuínas. Verdadeiras. Oh! Santa paciência..

4 comentários:

Margarida Costa disse...

Ó minha querida... Quem nunca usou uma?
:s

*C*inderela disse...

como eu gostava de ter uma vida perfeita ...
mas acho importante sabermos distinguir as pessoas que querem passar essa ideia que levam mesmo uma vida perfeita daquelas que simplesmente decidem não falar de problemas nos seus blogs porque simplesmente 50% não quer saber deles e outros 50% ficam felizes por termos! LOL.

Bjokas

Gaja Maria disse...

Subscrevo inteiramente!
Ele há vidas que parecem mesmo perfeitas, fazendo parecer que nós, com tantos contratempos, é que estamos mal... mas não, isto é a vida real. Há é pessoas que optam por não falar da parte negra das suas vidas e aí parece que nunca têm problemas, temos de estar mais atentos aos sinais, pois eles existem e não há vidas assim perfeitas, não é?
Bjinhos :)

Rita disse...

Pois é meninas.. Não me entendam mal.. uma coisa é não querer partilhar o que de mau acontece, que isso até eu muitas vezes o faço. Outra é só passar a imagem de uma vida perfeita, com a agravante de 'criticar' quem faz passar uma vida real.. E não condeno (longe de mim!), apenas acho piada..
E sim, já todos usámos uma ou outra máscara.. e aqui falo por mim.. mas nunca usei uma para me disfarçar de outra pessoa, usei para dissimular um sentimento ou um estado de espírito.. quantas vezes na tristeza, não coloquei o meu melhor sorriso (entenda-se máscara) para a minha filha não notar?
Pois, são coisas diferentes, acho eu..

Beijoca a todas!