Avançar para o conteúdo principal

Sobre a Criopreservação, opiniões procuram-se!!

E não, não vou falar sobre o anúncio que está a gerar polémica. Só vou dizer que participei num concurso e ganhei um kit. É claro que o resto do serviço fica por minha conta. O que eu queria saber era a vossa opinião: quem já aderiu a isto? Quem decidiu que não? Porquê? Qual a empresa que escolheram? Qual escolheriam? O que acham sobre o assunto?
Gostava imenso de ouvir opiniões antes de decidir o que fazer. E ouvir a senhora da empresa de criopreservação não conta, porque ela só diz maravilhas da sua sardinha..

Comentários

Anónimo disse…
Ai minha querida não faço a mínima ideia. Mas vou falar-te como se fosse eu...atendendo as minha capacidades económicas eu não iria endividar-me por algo que não e garantido.
Deixei mesmo tudo nas mãos de Deus.
Anónimo disse…
Em relação ao anuncio acho a maior barbaridade que já fizeram nesse campo.
Sensacionalismo daquela maneira NAO!
Alminhas disse…
Eu fiz e não me arrependo... Até porque a vida de um filho vale tudo... e se há algo pela qual me endividei foi por ele. Fiquei dois anos a pagar, mas pelo menos estou de consciência tranquila. Espero sinceramente nunca ter que comprovar se é publicidade verdadeira ou enganosa, assim como espero que esse tenha sido um investimento que nunca precise. Mil vezes deitar 1500 euros (creio eu que foi esse o valor) à rua:) Eu aderi pela Criostaminal e não tenho nada a apontar. Um atendimento e um serviço cinco estrelas! Nós preferimos assim, em vez de um dia termos que nos confrontar com o "e se".... Espero que nunca necessitemos! Segue o teu coração e não a opinião dos outros... este é o meu conselho! Beijinhos
Dina disse…
Eu pensei muito no assunto. Acho que pode ser um investimento para o futuro. Consultei várias fontes e com base no que ouvi (pessoal do IPO, médicos, etc.), disseram-me que não há hoje nenhuma prova científica que haja aplicação médica. Uma pessoa corre o risco de 1: 200 000 de precisar de um transplante. E muitas das doenças precisam sempre de um dador diferente. Por isso, decidi-me pelo banco público, mas infelizmente não podemos ser dadores por causa de uma doença genética do meu marido...
pmaionese disse…
Bem, então não digo nada :P... mas vou-te deixar alguns factos:
- Já foram efectuados imensos transplantes autólogos de células estaminais de sangue do cordão umbilical com bons resultados (para quem diz que não serve para nada....)
- realmente ninguém te dá garantias de nada...podes ter as células guardadas e não poderem ser utilizadas por várias razões
- no banco público mais de metade das doações não são guardadas, porque não cumprem os requisitos, que obviamente terão de ser mais restritos, uma vez que são para utilizar em qualquer pessoa. Num banco privado, uma doença presente na família, pode não inviabilizar a criopreservação das células.
- Se fizeres, faz na Bioteca (claro:)), ou na Crioestaminal, que apesar do anúncio tenho a ideia que trabalham bem. Não havendo dinheiro disponível, faz no banco público, porque pelo menos é um gesto altruísta. Era o que eu faria.
Mas apressa-te porque há requisitos legais que é necessário cumprir.
Beijocas grandes

Mensagens populares deste blogue

A boa filha à casa torna..

... mesmo que depois de um interregno de quase 3 anos.
Podia contar a história daquela que foi ali comprar tabaco e nunca mais apareceu. Poupo-vos o melodrama. No meu caso, é mais a história daquela a quem a vida se voltou de pernas para o ar, que sem saber como nem porquê, vim parar ao médio oriente e já por aqui ando há quase dois anos. 
Nos entretantos, traí o blogger com o Wordpress. Relações modernas. Nada de mais. É que lá estava mais à vontade para falar da vida de emigrante. Mas, não há amor como o primeiro [dizem], bateu uma saudade imensa. Vim aqui de soslaio, só naquela de ver se ainda sentia a química. Nem de propósito ser o primeiro dia do ano e, tal e qual uma ressacada, não resisti em reacender a chama.
Se é para toda a vida, até que a morte nos separe? Não sei. Talvez. Quem sabe. Até agora estamos a ganhar ao José Carlos Pereira e à Liliana Aguiar no junta-separa.

Achei que o corte de cabelo da Letizia merecia o meu regresso..

Se isto não é um exemplo de modernidade, não sei o que lhe chamar. A rapariga não é só a rainha de Espanha, é uma mulher moderna. E como mulher moderna que se preze, cuida da sua imagem. E só por esse gesto de corte com o tradicional e o correcto, só posso aplaudir a atitude. Já não posso dizer o mesmo da magreza. Num momento em que se apela ao fim da magreza extrema como sinónimo de beleza, num momento em que se defende um corpo saudável, ela aparece com as costas a descoberto.. e não consigo pensar em nada de positivo nesta imagem.

O bolo de côco que parece uma nuvem!

É que este vai já ser feito, nem vou esperar por dias melhores. Mesmo sem vontade nenhuma de ir pegar na batedeira, vou fazer-me à vida, porque este amigo está a fazer-me salivar, tal e qual os cães de Pavlov. Pronto, é desta que a manutenção das linhas redondas do abdómen se mantêm. Estou desgraçada..


a receita deste tentação hiper-calórica está aqui.