13.3.12

Não.!

A palavra de que eu gosto mais é não. Chega sempre um momento na nossa vida em que é necessário dizer não. O não é a única coisa efectivamente transformadora, que nega o status quo. Aquilo que é tende sempre a instalar-se, a beneficiar injustamente de um estatuto de autoridade. É o momento em que é necessário dizer não. A fatalidade do não - ou a nossa própria fatalidade - é que não há nenhum não que não se converta em sim. Ele é absorvido e temos que viver mais um tempo com o sim.  

José Saramago

Eu também gosto do não. Permite-me ser livre, sim. Enquanto não aprendi a dizer 'não', nunca fui verdadeiramente eu. Nunca vivi, verdadeiramente, a minha vida. Dos sim que dizia a toda a gente, mesmo querendo dizer não, fui deixando para trás uma parte da minha vontade, do meu ser, daquilo que acreditava ser. E só quando me apercebi que a chave da mudança estava no aprender a dizer aquela palavra tão pequena, é que mudei completamente o rumo da minha vida. Não, não é um caso de prepotência, de egoísmo, de negação ou negativismo. É um caso de amor-próprio. Que me fez viver mais para mim, percebendo-me melhor, tornando os meus dias menos escravos dos apetites dos outros. Digo sim quando também eu quero esse sim. Já não o digo só porque não consigo dizer não.

4 comentários:

ombemua disse...

Como eu gosto de ler estas coisas!
Parabéns por conseguires por aqui tudo o que pensas...as vezes a mim falta-me as palavras certas.
Bom dia querida e hoje eu tenho a certeza que não é um dia Não :o)

Baci*

aNa disse...

Tens toda a razão e concordo contigo mas ainda nao o aprendi a fazer, e sei que faço mal. A maturidade vai-me ajudar a dizer não a determinadas situações que eu digo sim, espero eu :)

Boa semana
:)

mari disse...

e que sensação boa que é essa liberdade ... chuac princesa**

Inês Menezes disse...

Compreendo perfeitamente o que queres dizer! Eu sou daquelas pessoas que diz mais «sim» do que «não» porque tento sempre agradar tudo e todos, quando deveria era colocar-me a mim própria em primeiro lugar!