14.2.12

Neste dia, há muitos anos atrás.

No liceu montaram uma barraquinha onde um aluno da associação se vestia de cupido e vendia flores, a serem entregues durante o período de aulas. Mal começou o dia, comecei a receber flores, aula após aula, lindos e maravilhosos lirios, trazidos em punho pelo cupido, que umas vezes lia um poema, outras vezes punha uma canção romântica a tocar. 
Era tudo muito lindo se eu não tivesse uma aversão terrível aos lírios e não conseguir achar piada nenhuma à coisa.
No fim do dia fui oferecê-los à minha avó, já só porque não os podia ver.
O rapaz em questão, tentava que aquele dia fosse sinónimo de reconciliação, uma vez que foram mais as vezes que acabámos do que o tempo que estivemos juntos - amores de adolescente, entenda-se! - e só conseguiu, coitado, estragar mais a coisa.
Quem me conhece bem, sabe que as minhas flores preferidas são as margaridas. E foram sempre margaridas, desde há 14 anos!

1 comentário:

ombemua disse...

:o)
Coitado do rapaz...
Tambem gosto de margaridas :o)

Baci*querida