16.11.11

she & him

é capaz de ser o que mais repetes, quando contamos a nossa história de amor.
 ela? a simpatia em pessoa. não fosse eu, a esta hora nada disto tinha acontecido.
e é bem verdade.
naquele tempo, coitadinho do meu coração, que tinha sido maltratado.. apareces tu, armado em action man, montado na tua moto (que tanto me incomodava o sono, tudo virtudes de sermos vizinhos) e resolves meter conversa na pior altura, no pior momento, na hora mais incoveniente de todas. coitadinho de ti, nem um sorriso te dei, quase que mal falei (acho até que grunhi e blasfemei) e pensei cá para mim: és bem capaz de ser giro e tens a mania que tens piada. com sorte, não te mando para lado nenhum e provavelmente um dia destes ainda és capaz de me falar. uma mula em pessoa, era o que eu era.
e não é que me enganei? não é que me convidas para o teu aniversário, e depois para uma saída, e depois apareces lá em casa com uma caixa de bolos, e depois me levas à praia para ver o por-do-sol, e depois outra saída e um jantar. e não é que dei por mim a achar que eras areia demais para o meu camião? e não é que, quando menos esperei, já era?
hoje agradeço o facto de teres tido a força sobrenatural de me aturar.. não deve ter sido nada fácil.

2 comentários:

Sofia disse...

Rita, adorei! :)

Muito bonito mesmo!
Como gostava que um dia algo do género me acontecesse...
Parabéns e muitas felicidades!

mari disse...

sweet**