2.11.11

paciência zero.

há dias assim. tenho a paciência de uma abóbora com a fulana que faz de chefe quando o chefe não está. podia ser qualquer um, menos aquela amiba, que para além de se achar a madre superiora em inteligência e competência, quando quer transforma-se na grande meretriz (a dona do bordel, para não lhe chamar aquele nome em castelhano que começa com p e acaba em madre) e é capaz de nos ferrar quando a incompetência dela nos faz tomar decisões erradas.
se há quem suba na horizontal, esta sobe de joelhos. e deixa-me lá ter cuidado, que se mordo a língua morro envenenada. irra.

4 comentários:

mari disse...

looool
anda mau ...***

Turista disse...

Querida Rita, dia menos bom, portanto!

mary disse...

LOL mas há coisa mais detestável do que trabalhar com mulheres?! eu mulher sou, e até me considero uma pessoa muito fácil com quem se trabalhar, mas a verdade é que toda a vida, quando apanhei mulheres como colegas de trabalho, ou, pior ainda, um patamar ou dois acima, IRRA, que são insuportaveis mesmo! não há quem aguente!

ombemua disse...

O que eu ri contigo agora....

Baci*