Avançar para o conteúdo principal

Para quem acha que a minha vida é um conto de fadas: screw you!

Com uma família disfuncional, andei de 'braços em braços' caridosos que me aturassem (vulgo avós e ama), sempre com o estigma da comparação com os filhos queridos dos outros, com relações completamente desastrosas e tortuosas (a culpa do menino se ter metido na droga foi minha), num curso que me valeu a treta de emprego que tenho hoje; depois de ter descoberto os dotes teatrais do meu pai e as fraquezas da minha mãe, de não ter alguém do meu sangue com quem partilhar estes dramas; depois de ter pago o preço de uma vida que não era real nem tão pouco minha e ter vendido a alma ao demo pelos pecados dos outros.. se ao menos, depois disto, não tivesse tido sorte no amor e encontrado o meu porto de abrigo, era uma falhada total. e já me tinha suicidado.

Comentários

S* disse…
Tu podes construir a tua própria felicidade, mesmo que a família não seja a melhor. também tive os meus azares, mas há que focar no que é importante: quem nos ama.
ombemua disse…
Nota-se no que escreves que tens muito amor na tua casa!
Que tens um marido e uma filha cheios de amor por ti e isso faz-te feliz!
Por isso tenta esquecer o passado e vive o presente querida.

Baci*
Turista disse…
Querida Rita, o mais importante é o presente! Muita força, menina de garra. :)
abspinola disse…
Podemos não ter sido criadas com o conceito de familia PERFEITA, e de certeza que dentro da tua casa a harmonia e felicidade estão presente para o tua filha e marido.

Bjstos
mary disse…
depois de tanta coisa má a vida havia de ter alguma coisa boa guardada para ti... o importante agora é viveres a vida que nunca tiveste e dares à tua pequena tudo aquilo que não te deram a ti. começando no amor e acabando no amor!
Rita disse…
:)

Obrigada meninas! Na realidade, este post era só um desabafo porque, infelizmente, volta e meia, as pessoas acham que o meu 'núcleo' vive como se tivesse saído de um conto da disney.. como sei que a maioria das pessoas que não interessam nada não lê, ou pura e simplesmente, desconhece este canto, é mais fácil desabafar aqui.. é só.. :|
mari disse…
eu tenho um núcleo familiar perfeito e uma vida sentimental que é uma caca ... :S
Rita disse…
mari.. nem tudo é perfeito, bem sabemos. mas um dia encontramos o equilibrio. com a familia (à excepção do senhor pai) vou-me entendendo e tem dias; no amor tudo se constrói aos poucos.. :)

Mensagens populares deste blogue

Achei que o corte de cabelo da Letizia merecia o meu regresso..

Se isto não é um exemplo de modernidade, não sei o que lhe chamar. A rapariga não é só a rainha de Espanha, é uma mulher moderna. E como mulher moderna que se preze, cuida da sua imagem. E só por esse gesto de corte com o tradicional e o correcto, só posso aplaudir a atitude. Já não posso dizer o mesmo da magreza. Num momento em que se apela ao fim da magreza extrema como sinónimo de beleza, num momento em que se defende um corpo saudável, ela aparece com as costas a descoberto.. e não consigo pensar em nada de positivo nesta imagem.

O bolo de côco que parece uma nuvem!

É que este vai já ser feito, nem vou esperar por dias melhores. Mesmo sem vontade nenhuma de ir pegar na batedeira, vou fazer-me à vida, porque este amigo está a fazer-me salivar, tal e qual os cães de Pavlov. Pronto, é desta que a manutenção das linhas redondas do abdómen se mantêm. Estou desgraçada..


a receita deste tentação hiper-calórica está aqui.

Oscars 2015: Vanity Fair after-party

Classe vs Badalhoquice

Irina, Irina.. ainda tens de comer muito pão, filha.