Avançar para o conteúdo principal

Vamos lá falar de coisas sérias.

Estava eu agarrada ao café matinal, quando dou atenção ao que passa na tv e vejo isto. Pois que é nada mais, nada menos do que uma 'reportagem' que nos põe a par de um bando de acéfalos que anda à solta no norte do país.
Este blog não é político. Não entro em campanhas, nem tiro partidos. Este blog é de uma cidadã, que paga os seus impostos, que trabalha honestamente, que cumpre com as suas obrigações, que respeita o próximo, que sabe que tem direitos mas que também tem os seus deveres, que tem a obrigação moral de educar a sua filha conforme as 'leis' de vida em sociedade. Este blog é de uma mulher que ama a liberdade, que quer andar tranquila na rua, que não quer ter de andar trancada até aos dentes dentro do seu próprio carro, que não gosta de olhar para todos os lados antes de entrar numa caixa multibanco. Este blog é de uma mãe que luta todos os dias para que nada falte em casa, que quer dar uma educação e um futuro à sua filha, que quer vê-la crescer sem medo de brincar na rua, que quer deixá-la na escola sem medo que a assaltem, que a magoem. Este blog é de um ser humano que respeita todos aqueles que vivem à sua volta, como todos os seres humanos que se relacionam comigo.
Depois de ver isto, não posso deixar de concordar com o Sr Barra da Costa. Até quando nós que, com mais ou menos euros na carteira ao fim do mês, que lutamos diariamente para levantar este país, temos de suportar situações destas? Não estará na altura de começarmos a evoluir e impedir que nos ameacem e atormentem o futuro?
Somos um país livre, acolhedor, pequeno, de valores. Todos são bem-vindos. Mas apenas deveríamos permitir que aqui ficasse quem sabe viver em sociedade, quem quer construir um futuro, quem se sabe comportar como ser humano. Porque aquilo que eu assisti, nem os animais têm maldade para fazer.

Comentários

Anónimo disse…
Eu tambem vi e fiquei completamente abismada!
Perguntei a mim mesma que tipo de "pessoas" sao aquelas.
Nao consigo perceber...
Enfim!
Boa semana

Baci*
Manuela disse…
Cara Rita, posso assinar por baixo, do teu magnífico texto?!
Revoltante...
mari disse…
realmente há cada situação mais estúpida ... enfim ... :(
mary disse…
eu fico a pensar onde estavam as mães e os pais dessas pessoas quando deviam ter educado os filhos para serem humanos...
Jay - O SRD disse…
É bem, é bem... E nós a trabalhar para estas Amélias andarem ao alto a fazer asneiras.

Mensagens populares deste blogue

A boa filha à casa torna..

... mesmo que depois de um interregno de quase 3 anos.
Podia contar a história daquela que foi ali comprar tabaco e nunca mais apareceu. Poupo-vos o melodrama. No meu caso, é mais a história daquela a quem a vida se voltou de pernas para o ar, que sem saber como nem porquê, vim parar ao médio oriente e já por aqui ando há quase dois anos. 
Nos entretantos, traí o blogger com o Wordpress. Relações modernas. Nada de mais. É que lá estava mais à vontade para falar da vida de emigrante. Mas, não há amor como o primeiro [dizem], bateu uma saudade imensa. Vim aqui de soslaio, só naquela de ver se ainda sentia a química. Nem de propósito ser o primeiro dia do ano e, tal e qual uma ressacada, não resisti em reacender a chama.
Se é para toda a vida, até que a morte nos separe? Não sei. Talvez. Quem sabe. Até agora estamos a ganhar ao José Carlos Pereira e à Liliana Aguiar no junta-separa.

Achei que o corte de cabelo da Letizia merecia o meu regresso..

Se isto não é um exemplo de modernidade, não sei o que lhe chamar. A rapariga não é só a rainha de Espanha, é uma mulher moderna. E como mulher moderna que se preze, cuida da sua imagem. E só por esse gesto de corte com o tradicional e o correcto, só posso aplaudir a atitude. Já não posso dizer o mesmo da magreza. Num momento em que se apela ao fim da magreza extrema como sinónimo de beleza, num momento em que se defende um corpo saudável, ela aparece com as costas a descoberto.. e não consigo pensar em nada de positivo nesta imagem.

O bolo de côco que parece uma nuvem!

É que este vai já ser feito, nem vou esperar por dias melhores. Mesmo sem vontade nenhuma de ir pegar na batedeira, vou fazer-me à vida, porque este amigo está a fazer-me salivar, tal e qual os cães de Pavlov. Pronto, é desta que a manutenção das linhas redondas do abdómen se mantêm. Estou desgraçada..


a receita deste tentação hiper-calórica está aqui.