27.6.11

Se o Angélico andasse de Opel Corsa

.. não andava na A1 com o ponteiro no redline. Provavelmente, se andásse de Opel Corsa, daqueles 1.2 a gasolina, andava calminho porque a gasolina está para os comuns portugueses como o pão-de-ló para os camelos. Mais, se o Angélico, andásse de Corsa com o cinto posto, provavelmente não estaria onde está.

Se ( e de ses nunca se fez história) o marmelo que lhe emprestou o carro tivesse o carro em condições, provavelmente não teria acontecido nada. Um BMW quer-se potente, seguro e com o seguro em dia. E os cintos de segurança também foram inventados para alguma coisa.

Tenho pena, muita pena, destes finais na estrada, mas deixo de sentir pena quando os acidentes são por burrice. Talvez a 120km/h, de cinto posto, não haveria neste blog assunto para falar do Angélico.

1 comentário:

mary disse...

Concordo plenamente... Os acidentes acontecem, todos nós estamos sujeitos a de um dia para o outro não estarmos ca... Mas quando os mesmo acontecem porque as pessoas pura e simplesmente esqueceram-se de cuidar da sua vida (e a dos outros!) deixa-me a modos que revoltada. Estou farta de pedir as pessoas que não morram e elas não me ouvem... É dos maiores medos que tenho na vida: atender o telefonema para receber uma noticias dessas de alguem que me é querido. É que, por favor, só estou a pedir que não morram na estrada! Bolas.