25.5.09

Rogo-te uma praga, que nunca mais te endireitas..

.. porque sou uma moça da Vila e não levo nada pra casa comigo. Por isso, antes de se meterem aqui com a je, pensem duas vezes! :)

Que podem saltar-me boca fora maravilhas como estas:

« - Só queria que a tua língua crescesse tanto que chegasse aonde chegam os lampaços do farol da barra.»

« - Permita Deus que tenhas uma febre tão grande, tão grande, que até te derreta a fivela do cinto. »

« - Permita Deus que fiques tão magro, tão magro que possas passar pelo fundo de uma agulha de braços abertos.»

« - Não sabia dar-lhe uma dor tão grande que nunca mais parasse, que quanto mais corresse mais lhe doesse e se parasse rebentasse. »

« - Não sabia nascer-lhe um par de cornos tão grandes, tão grandes, que dois cucos a cantarem, cada um em sua ponta, não se ouvissem um ao outro. »

« - Não lhe desejo mal nenhum. Só queria que vivesse mais 100 anos e engordasse um quilo por dia. »

«- Não sabia dar-te uma dor de barriga tão grande que só cagasses pedra britada.»

« - Permita Deus que toda a comida que hoje comeres vás amanhã cagar ao cemitério, já de olhos fechados.»

2 comentários:

MC disse...

Vai lá, vai!
Que a miúda encantadora está inspirada!!

MC disse...

Tens desafio no meu blog.
Bjs!