28.3.09

A minha primeira vez.

À hora marcada lá estava. Nervosa. Como se quer para uma primeira vez, que para estas coisas nunca se sabe bem ao que se vai.
Ele pôs-me à vontade. Foi um querido. Começou devagar, sem querer interferir muito no meu espaço e dando-me espaço para que eu também me abrisse e me deixasse levar. Conversar é importante.. só assim podemos dar o passo seguinte.
Quando dei por mim, já ia toda lançada. Sem medos, sem nervosismo. Dei por mim a pensar que afinal não custava nada. Fui uma tola ao pensar que podia ser mais dificíl. O que realmente custa é começar.. depois gostasse e sentimos-nos bem.
Quando terminou saí mais confiante. Talvez determinada a resolver o que me vai na alma. Com os pontos todos nos ís.. pelo menos os primeiros ís, os primeiros pontos. Uma coisa de cada vez. Tudo a seu tempo, que Roma e Pavia não se fizeram num dia!
E foi assim.. a minha primeira vez com o meu psiquiatra!

1 comentário:

Ana Omelete disse...

e está tudo bem contigo? :o)
beijinhos! *******