16.12.09

Pedro: esta é para ti.

Only you know me..


Robbie Williams

8.12.09

5.12.09

É inevitavel..

Àrvore montada e enfeitada. Presépio em exposição na sala. Nos centros comerciais já nem se pode andar. Já temos as fotografias da pequena com o barbudo vestido de vermelho (que este ano parece que fez dieta e não tem barriga nenhuma). Já não se consegue ver um bocadinho de televisão, sem que te invadam o televisor com brinquedos de toda a forma e feitio (e aqui a mandona diz que gostava de ter todos!!). No colégio ensaiam os pequenotes para a festa e a minha filhota vai ser a ovelha. Aprenderam músicas alusivas à quadra. Começam as preocupações com as (poucas) prendas que este ano temos de comprar. É um sentimento contraditório. Adoro o Natal, mas confesso que já vou tendo muito pouca paciência. Vibro com a decoração da àrvore, mas já me rendo a uma coisa qualquer. Gosto (sempre gostei muito) do mês, dos dias que antecedem e dos que sucedem, dos preparativos, da comida, do sentimento que esta quadra deveria provocar nas pessoas.. e custa-me um bocado (para não dizer um bocadão!) que, de ano para ano, esteja a perder toda a magia. A culpa não é só minha, bem sei. As pessoas já têm uma vida bastante complicada o resto do ano e a minha não é excepção. Talvez seja por isso que já não ligue assim muito ao que antes me deixava com o coração aos pulos.
Se calhar estou a transformar-me numa espécie de Scrooge e não tarda aparecem-me os fantasmas para me fazer ver o quão enganada estou.. e que, de facto, a época natalícia é a melhor do ano. Mas isso, já era Dickens a mais.. :)
Por isso, por ser inevitavel este contágio natalicio, este blog também se vestiu para saudar a chegada do Natal. É assim.. já é Natal outra vez.