21.8.09

pois.. This is the life.

Cada vez mais me convenço que, de facto, só estão nas nossas vidas quem nós realmente queremos. Aqueles que pensamos que, por ventura, poderão um dia mudar nem que seja um bocadinho a forma errante de ser e estar, não passam de isso mesmo: impostores. Já nada nem ninguém me surpreende. Mais uma chapada para me fazer lembrar que é mesmo assim, que estou viva, que a vida é isto mesmo [soa-me ao longe o genérico do Ponto de Encontro, na memória.. cheia de encontros e desencontros.. ].

Mais uma que me fez prometer a mim própria que, daqui para a frente, não voltarei a acordar com a cabeça desfeita nem muito menos com a alma feita em bocadinhos, por quem não merece. Nada. Ficamos assim.. hoje na mó de cima, amanhã com a boca no chão. Só me ocorre dizer: Cá calharás..


17.8.09

Agua

.. quando uno tiene sed, pero el agua no está cerca..

Já que a minha não me serve..


.. eram estas para comemorar os 5 anos de casados, no próximo ano. Pedir não custa, pois não, querido esposo? :)

15.8.09

O novo queijo

[lá no trabalho, uma colega para mim:]


- É um queijo!
- Ahh.. tá. - disse-lhe eu.
- Óh gaja.. tens de aprender a reconhecer os queijos, pá. Se é roquefort, emmental, brie, emiliano..
- Desculpa? O que é que disséste?
- Emiliano.. [por esta altura já riamos as duas que nem umas perdidas..] eu até já invento nomes de queijos!! É limiano, cara**o!! É limiano! [e riamos, riamos, riamos]

13.8.09

andare a Roma


sì .. andiamo a roma. la bellissima Roma.

mangiare, pregare e di amore a Roma. parlano l'italiano. la più bella lingua del mondo. andare a roma. Sono felice.




12.8.09

Por este andar..


.. alguém tem dúvidas?!?

10.8.09

Se não tivesses a mania que és esperto..

Imaginem uma festa para o jet set português (sim.. aqueles que adoram aparecer nas revistas), num hotel em Vilamoura, com direito a ouvir o Seal ao vivo. Façam de conta que não sabem que, muitos deles, só foram pela comida e bebida à borla e que (a grande maioria) saiu de lá com altos teores de álcool no sangue.
Agora imaginem que há um parque pago (que horror! que raio de organização esta que não disponibiliza um parque grátis - que estes importantes vip's concerteza teriam direito!) mesmo em frente ao hotel e que custa (espantem-se!) a modesta quantia de 5€ ao dia (um balúrdio..) para qualquer um estacionar a voiture.
Como era de se supor, as estrelas não estão para isso. É muito mais prático estacionar o bólide de 100 mil euros em frente à porta do hotel, não é? Então, uma estrela do nosso futebol português, convidado para beber e comer de borla no dito hotel de 5 estrelas, que só foi pelo champagne, uma vez que desconhecia a cor de pele do Seal, estacionou mesmo o carrinho à porta do hotel. Lugar mais proibido de estacionar não havia.
Agora imaginem um GNR.. sim, desses de barriguinha proeminente, bigode farto, um autêntico GNR tuga, como manda a lei. Não foi de modas: chamou o reboque.
O futebolista, horas depois, foi avisado do sucedido e vem olhar para o lugar vazio, à porta do hotel.
- Então? O que é que se passou aqui?
- Então? O senhor não sabe que é proibido estacionar aqui?
- Mas e o meu carro?
- Foi rebocado, então? Você tem um parque de estacionamento mesmo aqui em frente que custa 5 euros por dia. Preferiu estacionar onde não podia.. agora paga 90 euros de multa e reboque, coisa que dava para você ter o carro estacionado aqui no parque durante 18 dias.
O futebolista ia tendo um ataque do miocárdio. Por ventura o homenzinho saberia com quem estava a falar??
- Você sabe quem eu sou?
- Sei. É o dono do carro rebocado.
Toma. Embrulha!!

7.8.09

A T-shirt que eu queria oferecer ao Cristiano Ronaldo - II

.. porque eu tenho cá para mim que o rapaz precisa mesmo.

6.8.09

Tenho desconto. Eram só 5h da manhã..

E estava eu à conversa com um colega meu quando, à nossa frente, passa uma passageira a correr desenfreadamente. E diz ele:
- Olha.. a Rosa Mota.
E remato eu, no meu melhor:
- Sim! Com os sovacos debaixo do braço!

Nereida, filha..

.. deixa de fazer figuras tristes e parte para outra. O chunga-chique anda a ver se com aquele estilo todo ainda engata uma das manas das Azucar Moreno.

4.8.09




.. ou já me dedicava a outra coisa.

1.8.09

Era uma vez..

.. uma funcionária do aeroporto de Faro, eu mesma, que estava encantada da vida descansadinha no seu posto de trabalho (tal não era a vontade), quando no meio de 4 Transavias (para quem não sabe são os autocarros da carreira que levam os holandeses para a suas casinhas), estala o caos porque a malta não é de ferro e às 9h da noite já não se está com muita paciência, e estavam 4 mulas holandesas feitas monas a olhar para o nada e a dificultar o nosso trabalho. Tal como já disse, a paciência já não era muita e uma outra colega também cansada já de tanto 'nix-a-pix' (gostamos de os chamar assim!), pediu-lhes que apanhassem nas suas coisinhas e seguissem viagem.. elas, as cavalonas holandesas, muito indignadas, apanham nas coisas à bruta e começam a chamar-nos no seu maravilhoso inglês: «Silly, silly..» e outras palavras em holandês que a gente supõe que sejam bastante ofensivas..
De repente, saiu-me isto da boca, enquanto os meus olhos lançavam faíscas..

- Are we selling vodka here?
- What?? (elas em unissono)
- 'Cause.. this is not a bar.. or.. do you want a peanut? 'Cause you're looking at me like a monkey. .. e abrem mais essas bocas e vão sem rótulas para casa.