30.7.07

Nem de propósito..


.. com este calor, só mesmo com protector +50! :)

«Mundos Mudos»

Ligo directo para a caixa de correio só para ouvir a
tua voz,
Sei que é cena fora mas todo o dia chega a hora
em que
o lado esquerdo chora quando se lembra de nós
A vida corre tranquila, cada vez menos reguila
meto guita de parte e a cabeça não vacila tanto
Para minha alegria e meu espanto
Pode ser que o passado fique por onde deve estar:
No pretérito imperfeito, já que não é mais-que-
perfeito,
Este é um presente que eu aceito
Para atingir a tranquilidade
Que supostamente se atinge com a nossa idade
A verdade é que a saudade do que passou
Não é mais que muita...
Mas por muita força que faça ela passa por saber que
te vivi...
Tu deste tudo e eu joguei, arrisquei e perdi
Agora,

Muda o teu número, eu mudei o meu,
Muda o teu Mundo, eu mudei o meu.

Cada vez que eu ligo tento deixar mensagem
mas acabo por nunca arranjar a coragem
Necessária
Gostava apenas de partilhar o quotidiano
habitual
Nada que se compare com as correrias
doutras alturas e doutros abismos
E já que falo por eufemismos
Gostava de dizer que ainda gosto bastante de ti...
A casa tá diferente, parece digna de gente
Dá gosto sentar no sofá com a tv pela frente
Comprei uma máquina de café
Xpto, bem bonita, azul bebé
Ocasionalmente cozinho e bebo o meu vinho
E esqueço o fumo que nos dava aquele quentinho
Hoje em dia é mais à base do ar condicionado
Condicionei a tentação num clima controlado
Quero que saibas que tou bem, sei que tu mais ou
menos
Sempre gostaste de brincar em perigosos terrenos
Em relação a isso eu não sei o que fazer
E se calhar é por isso mesmo que acabo por não dizer
que
a verdade é que a saudade do que passou
Não é mais que muita...
Mas por muita força que faça ela passa por saber que
te vivi...
Tu deste tudo e eu joguei, arrisquei e perdi
Agora,

Muda o teu número, eu mudei o meu,
Muda o teu Mundo, eu mudei o meu.

Pai nosso...(VERSÃO DAMAIA)

Hey brother que tás no alto
Não sejas cota não sejas ralha
Aceita no teu reino a maralha
Tas a ouvir Man? Yo
Dá-nos os morfes do dia a dia
Desculpa lá qualquer coisinha
Qu'a gente perdoa-lhes também
Livra-nos do mal, livra-nos da bófia
Tu tens o power
Tu tens a glory
Agora Man
Para sempre Man
Fica cool
Tasse bem...
Yo

26.7.07

Desafios (1)

Fui desafiada pela minha amiga Marta, a participar no desafio da página 161, e então, aqui vai:

O desafio consiste em:
1. Pegar no livro mais próximo
2. Abri-lo na página 161
3. Procurar a 5ª frase completa
4. Colocar a frase no blog
5. Não vale escolher a melhor frase nem o melhor livro (usem o mais próximo)
6. Passar o desafio a cinco pessoas

E, voilá:

«- Qui est là? - perguntou Grouard, sentindo uma descarga de adrenalina invadir-lhe o sangue pela segunda vez no espaço de trinta segundos.» Brown, Dan, O Código DaVinci ...

.. que era o que estava mesmo aqui ao lado, na estante! :)

Agora, desafio:

a Ana, do Omeletes sem Ovos
a Elsa, mamã do André
a Sandra ou o Francisco, papás do Diogo
e a Mãe Babada do Afonso

24.7.07

Stuck In The Middle

I sit and think about the day that you're gonna die,
Your wrinkled eyes betrayed the joy with which you smiled.
Care to see my reason?
Care to put your life in mine?
Lookin' at life from the perspective of a boy
Who's learned to love you but has also learned to grow.
Could we make it better, stormy weather,
So hard to know

Oh, oh, oh - Is there anybody home?
Who will believe me, won't deceive me, won't try to change me?
Ah, ah, ah - Is there anybody home?
Who wants to have me, just to love me?
Stuck in the middle.

I look at you,
You look at me,
We bite each other.
And with your bitter words you kick me in the gutter.
But my troops are bigger than yours
'Cause you'll never stand my fight.
Ours is a family that's based upon tradition
But with my careless words I tread upon your vision.


Are five kids better than one, who'd doesn't like to be gone?

Oh, oh, oh - Is there anybody home?
Who will believe me, won't deceive me, won' try to change me?
Ah, ah, ah - Is there anybody home?
Who wants to have me, just to love me?
Stuck in the middle.
Yea...Yea...Yea...

This is to my name,
This ain't a greater plan to break your heart of me.
I know that what I've started means that when we have parted
I can live in honesty

Oh, oh, oh - Is there anybody home?
Who will believe me, won't deceive me, won't try to change me?
Ah, ah, ah - Is there anybody home?
Who wants to have me, just to love me?
Stuck in the middle..

~Mika~

Blog Addicted? Eu?!?

72%How Addicted to Blogging Are You?

Free Online Dating from Mingle2

Hoje fico em casa, sonhando..


22.7.07

Andar às voltas..

.. e voltas e voltas e voltas e não sair do sítio. É assim que eu me sinto. Uns dias bem disposta, alegre, bem com a vida. Outros deprimida, completamente anti-social, azeda.
Se é isto ser humana, ter coração e massa cinzenta para pensar, então por favor, instalem-nos uns processadores nesses lugares, para sermos mecânicos, frios mas cirurgicos. Sem medos, sem dores, sem ataques momentâneos de loucura, sem sofrimento.
Hoje é dia não. Definitivamente.

Eu morro se não for ver isto.

Doesn't that make you feel great?

$3150.00The Cadaver Calculator - Find out how much your body is worth. From Mingle2 - Free Online Dating

Mingle2 - Free Online Dating

9.7.07

Às vezes..



.. tenho vontade de ser Amelie Poulain.

Tarde de mais...

Quando chegaste enfim, para te ver
Abriu-se a noite em mágico luar;
E para o som de teus passos conhecer
Pôs-se o silêncio, em volta, a escutar...

Chegaste, enfim! Milagre de endoidar!
Viu-se nessa hora o que não pode ser:
Em plena noite, a noite iluminar
E as pedras do caminho florescer!

Beijando a areia de oiro dos desertos
Procurara-te em vão! Braços abertos,
Pés nus, olhos a rir, a boca em flor!

E há cem anos que eu era nova e linda!...
E a minha boca morta grita ainda:
Por que chegaste tarde, ó meu Amor?!...

(Florbela Espanca)